Microagulhamento (roller)

microneedle

DEFINIÇÃO

Técnica onde se faz uso de um dispositivo com micro agulhas que promove estímulo na produção de colágeno da pele, sem provocar a desepitelização total.

DATAS OFICIAIS

Europa em 1995 – primeiros relatos da utilização de agulha com o objetivo de produzir colágeno (subincisão) – ORENTREICH E ORENTREICH

FERNANDES (2006) – descreve a técnica atual, onde microagulhas estão acopladas a um rolo.

Chegou ao Brasil em 2010.

NOMES POPULARES DA TÉCNICA:

  • Terapia Percutânea de Colágeno (TPC)
  • Terapia indutora de Colágeno (TIC)
  • Derma Roller (nome conhecido por conta da marca de um dos primeiros equipamentos de microagulhamentos)
  • Micro Estimulação Indutora MEI
  • Microagulhamento

NOME OFICIAL

  • Microagulhamento
  • Terapia Percutânea de Colágeno (TPC)
  • Terapia indutora de Colágeno (TIC)

derma-erase

APLICAÇÃO PRÁTICA

Rolamento de um aparelho “Roller” sobre a pele em determinadas direções. Pode ser associadas com ativos para potencializar o tratamento específico.

PÓS APLICAÇÃO

  • Não se deve usar filtro solar
  • Não se deve usar produtos com base creme
  • Não se deve usar maquiagem
  • Não se expor ao sol logo após o procedimento

INFORMAÇÕES GERAIS

O número de sessões varia de acordo com a necessidade da pele e alteração estética tratada. o número de sessões também muda de acordo com o tamanho da agulha. O intervalo entre as sessões varia de acordo com o tamanho do roller utilizado.

INDICAÇÕES

  • Rejuvenescimento
  • Cicatriz da Acne
  • Estrias
  • Cicatrizes atróficas
  • Rugas e Linhas de Expressão
  • Flacidez
  • Óstios Abertos
  • Terapia Capilar em alguns casos de alopecia

CONTRA INDICAÇÕES

  • Infecção cutânea
  • Herpes simples na fase ativa
  • Queloides (se o paciente tem propensão)
  • Diabéticos
  • Queimaduras solares
  • Câncer de pele
  • Verrugas
  • Acne aguda
  • Rosácea ativa
  • Alergia ao cosmético associado
  • Alergia ao metal
  • Neoplasia
  • Utilização de isotretinoina (Roacutan) inferior a 6 meses
  • Sensibilidade cutânea
  • Doença vascular
  • Gravidez
  • Corticoterapia aguda ou crônica
  • Terapêutica aguda ou crônica com anticoagulantes

PORQUE UTILIZAR A TÉCNICA?

  • Comprovada eficácia em artigos científicos
  • Estimula o processo de formação de colágeno novo
  • Não traz dados a epiderme
  • Fotossensibilização / desidratação
  • Pode ser aplicada a diversas queixas
  • Pode ser aplicada em fototipos mais altos