Gestante e a Depilação

Aproveitando o dia da gestante, a Lu Belle vai esclarecer a dúvida de muitas: Sobre fazer depilação durante a gravidez.

De modo geral e se for com cera (tanto fria como quente), pode sim, o que pode ocorrer é um pequeno desconforto, isso porque as grávidas têm um maior fluxo de sangue correndo pelo corpo, especialmente na área vaginal. Mas o benefício e a tranquilidade em ficar bem depilada compensa, não é verdade?

A depilação pode ser feita até o nono mês de gestação. Não há contra-indicação, independente da temperatura.

Na Lu Belle você encontra um espaço acolhedor, com hora marcada, atendimento personalizado, respeitando todas as normas de higiene garantido absoluto bem estar e segurança.

Procedimentos de depilação definitiva, como os com laser ou eletrólise, são em princípio seguros, mas não são aconselháveis durante a gestação, porque a mudança hormonal pode provocar o escurecimento da pele no local das aplicações. Outras técnicas, que envolvem a inserção de produtos químicos no local onde o pelo crescia, não são aconselhadas.

 

Uva e vinho tinto

O consumo de uva e de vinho para prevenir doenças ocorre desde a Antiguidade. Com evolução tecnológica, foi possível entender mais profundamente suas propriedades benéficas e como elas atuam no corpo humano.

Seus efeitos benéficos se devem a presença de reveratrol, proantocianidina, antocianina e quercitina, substâncias antioxidantes que estão relacionadas com a prevenção de doenças cardiovasculares, diabetes e que possuem ação antienvelhecimento.

Do livro: Alimentos Super Poderosos – Ed. Alaúde

Encerramos com este Post a série sobre Alimentos Super Poderosos. Espero que tenha gostado e que continue nos acompanhando, pois teremos aqui dicas semanais de como ficar sempre linda no seu dia a dia. 

 

Tomate

O tomate é um fruto usado há muito tempo e de muitas forma na culinária em todo o mundo. É um alimento rico em licopeno, um carotenoide que lhe confere a cor vermelha e é um dos mais potentes antioxidantes estudados.  A absorção do licopeno a partir do tomate fresco é significativamente menor do que a partir do suco ou do molho de tomate, ou quando é associado à gordura presente nos alimentos em cozimento. Estudos evidenciam que o consumo de tomate diminui o risco de  de desenvolvimento de alguns tipos de câncer, reduz o colesterol e tem ação antienvelhecimento.

Como consumir no dia a dia: O tomate pode ser consumido na forma de suco, de molho, em saladas ou assado, em uma receita de tomate recheado, por exemplo. Adicione azeite de oliva extra virgem no preparo sempre que possível.

Do livro: Alimentos Super Poderosos – Ed. Alaúde

 

Peixe

Estudos mostram que a ingestão de peixes regularmente tem efeito favorável para a saúde por causa da presença de ácidos graxos polinsaturados neste tipo de alimento. Existe há muitas décadas e hoje se tornou um alimento ainda mais estudado e sempre com ações funcionais importantes no corpo humano.

Com alto teor de ômega-3, a carne de peixe traz diversos benefícios ao organismo, mas sua atuação principal se dá no combate às doenças cardiovasculares, como trombose, alto índice de triglicerídeos e colesterol alto. Também já foram registrados seus efeitos benéficos no tratamento de doenças autoimunes, da doença de Crohn e hipertensão, bem como sua ação para amenizar desordens de pele, como a acne.

sarinha no pratoComo consumir no dia-a-dia: Atum, salmão, arenque e sardinha são peixes que apresentam ômega-3, ou seja, propriedades funcionais. Podem ser consumidos crus (como na culinária japonesa e peruana) assados (embrulhe um pedaço de peixe no papel alumínio e leve ao forno por 15 minutos), grelhados (na frigideira com pouca gordura sobre fogo médio) ou cozidos em água.

Do livro: Alimentos Super Poderosos. Ed. Alaúde

Ovos

Ovo

O ovo já foi considerado umas das principais causas do aumento do colesterol, mas hoje estudo reconhecem que ele é fonte de proteínas e nutrientes importantes para o desenvolvimento do cérebro e também para recuperação muscular. Também foram observados benefícios na redução do colesterol ruim (LDL) e no aumento do bom colesterol (HDL). Isso ocorre porque o consumo de ovo não aumenta diretamente o colesterol, uma vez que o corpo é capaz de modular esta substância. Por fim, o ovo apresenta grande quantidade de vitaminas do complexo B, colina e carotenoides, e é na gema que se encontra a maior parte destes nutrientes.

Como consumir no dia a dia: O ovo está presente em diversas receitas, desde bolos e tortas até molhos e sobremesas. Para consumi-lo sozinho , a sugestão é prepará-lo cozido ou pochê, em omeletes ou mexido, evitando frituras em muita gordura.

Do livro: Alimentos Super Poderosos – Ed. Alaúde

Oleaginosas

Amêndoa, castanha-do-Pará, castanha de caju, noz-pecã, macadâmia, e pistache são exemplos de oleaginosas.

Estes alimentos apresentam inúmeras propriedades nutricionais. São ricos em ácidos graxos insaturados (gordura boa) como ácido linoleico e ácido alfalinolênico e são pobres em gordura saturada, o que os torna uma opção de proteína vegetal, fibra, vitaminas, minerais e antioxidantes  como o resveratrol, o mesmo encontrado no vinho. Estudos mostram efeitos positivos na sensação da saciedade e no controle da glicemia, do colesterol e de doenças cardiovasculares.

Como Consumir no dia-a-dia: Normalmente são consumidos nos lanchinhos entre as refeições.

Do Livro: Alimentos Super Poderosos – Ed. Alaúde.

Mel

abelhaO mel é um líquido viscoso produzido por um tipo específico de abelha, as melíficas. Elas extraem o néctar das flores e guardam-no em uma bolsa interna, onde o mel sofrerá a ação de enzimas; depois disso, expelem o produto e o armazenam nos favos para servir de alimento para toda a colmeia.

Há diversos tipos de mel, classificados de acordo com a planta de onde o néctar foi retirado, por exemplo, flor de laranjeira, de flor de eucalipto e outros.

Há muito tempo se conhece suas propriedades benéficas, remontando no Antigo Egito e à Grécia Antiga, onde o mel era utilizado como alimento, remédio e em rituais sagrados.

O mel é rico em carboidratos (principalmente a frutose e glicose) e aminoácidos, além de polifenóis que o torna um ótimo antioxidante. Suas principais vitaminas e minerais são vitamina B2, B3, B5, B6 e C, potássio, cálcio, magnésio, selênio, ferro, manganês, cobre e ácido fólico. Possui ação anti-inflamatória e auxilia na saúde intestinal, pois aumenta a população de bactérias saudáveis que ajudam na digestão.

Como Consumir no dia-a-dia: Experimente tomar uma colher de mel puro por dia. Despeje sobre frutas, espalhe no pão e use para adoçar as receitas no lugar do açúcar refinado comum.

Do Livro: Alimentos Super Poderosos – Ed. Alaúde.

 

Mate

Não importa se é chamada de chimarrão, tererê ou mate, a bebida de gosto amargo consumida quente ou gelada de norte a sul do país é sempre feita a partir da mesma planta: a erva-mate, um fitoterápico de baixo custo facilmente encontrado em feiras e mercados do Brasil.

benendo cha

Os ativos encontrados na erva-mate, entre eles a cafeína e a teobromina, o tornam um excelente antioxidante e anti-inflamatório celular. Por ser um regulador do metabolismo, é indicado no combate à obesidade e possui efeitos positivos na redução dos níveis de colesterol, além de  ser protetor hepático e diurético.

Como consumir no dia-a-dia: Faça um chá, quente ou gelado, e procure tomar no máximo 2 xícaras por dia, intercalando entre as refeições. Não adoce com açúcar.

 

Manjericão

O manjericão é uma erva amplamente utilizada na culinária e também para os fins medicinais. É muito rica em fitoquímicos e possui ação tanto antisséptica como desintoxicante, ajudando o organismo a se restabelecer de todo tipo de infecção e queda de imunidade.

Como consumir no dia-a-dia: Essa erva pode ser consumida fresca ou desidratada, e pode até mesmo ser usada sobre a pele na forma de óleo essencial. Na cozinha, pode ser usada para “disfarçar” o sabor do tofu, em cremes e molhos, e também, como tempero em saladas, peixes, azeites, e molhos de tomate.

Do livro: Alimentos Super Poderosos – Ed. Alaúde